Início‎ > ‎Sardoal: 1900-1920‎ > ‎

16. Notícias de há 100 anos (VI)

 14 de Agosto de 1910

Correspondência - Sardoal

 

Na passada semana reuniu em sessão plena a sociedade dos artistas desta vila, a fim de assentar na maneira de levar a efeito a festa que fizemos eco na nossa última correspondência.

Depois de breve discussão, foi nomeada uma comissão composta pelos Srs. António Dias Conde, José Paulino de Oliveira, José Maria de Sousa, Henrique Matias, Miguel Alves Rei e Rafael Alves Passarinho, de pôr em prática esse projecto.

A comissão já iniciou os seus trabalhos, marcando o dia 28 de Setembro para a indicação da festa e quermesse, estando animados da melhor vontade em fazerem uma festa embora modesta, no entanto atraente e que ao mesmo tempo seja uma fonte de receita para a sociedade porque assim contribuirá para a instrução e educação da classe operária.

Oxalá que os seus esforços sejam coroados de êxito.

 

De regresso dos seus estudos já se encontram nesta vila junto de suas famílias esses rapazes estudiosos que o Sardoal actualmente se orgulha de possuir, todos eles, assim como os seus familiares endereçamos as nossas felicitações pelo bom êxito dos seus estudos.

 

18 de Setembro de 1910

Correspondências - Sardoal

 

Em virtude dos compromissos que as duas filarmónicas desta vila têm para o dia 25, terá de ser transferido para o dia 2 de Outubro, a festa e quermesse que se há-de realizar em benefício da Sociedade dos Artistas.

A comissão conta com o auxílio gratuito das duas filarmónicas da terra, que imediatamente se prontificaram a abrilhantar a festa sem a mínima recompensa.

Antes destas, é preciso que se tornem conhecidos para honra e glória daqueles que o praticam.

A influência de prendas tem sido grande, o que faz antever que alguma coisa se conseguirá em benefício do operário sardoalense.

 

Acompanhado de sua Exmª esposa e filhinho encontra-se nesta vila o Sr. Dr. João Serras e Silva, mui digno lente da Universidade de Coimbra.

 

Depois de uma digressão pelas principais praias do país regressou a esta vila no seu automóvel, o Exmº Sr. Cónego Mora, que vinha acompanhado dos seus sobrinhos D. Carlota e Valentim Mora.

 

 

Falecimento

 

Faleceu nesta vila no dia 9 do corrente o Sr. Silvério Andrade Tramela, filho de Américo Lopes de Andrade.

Contava apenas 14 anos quando a morte cruel e destruidora o veio roubar ao convívio da família que tanto o estremecia e amava.

O seu funeral foi bastante concorrido.

A toda a família enlutada os nossos pêsames.

 

 

Sociedade dos Artistas Sardoalenses

 

A comissão promotora da festa e quermesse em benefício da mesma sociedade, participa a todas as pessoas a quem dirigiu circulares, que por motivo de transferência da dita festa para o dia 2 de Outubro, as prendas podem ser entregues até ao dia 25 do corrente, a qualquer dos membros da comissão, ou na farmácia Neto de Abrantes.

 

 

25 de Setembro de 1910

Festa Artística

 

Reina grande entusiasmo pela festa que se há-de realizar no próximo domingo 2 de Outubro, o programa da festa é o seguinte:

De manhã percorrerão as ruas da vila as duas filarmónicas tocando o hino operário. À uma hora da tarde abertura da quermesse.

Às duas horas corrida de bicicletas em velocidade, negativa, seguida de corrida de burros, sacos e três pernas, arraial etc.

À noite quermesse, arraial e fogo de artifício, feito pelos dois pirotécnicos de Valhascos.

Para a corrida de bicicletas estão inscritos todos os ciclistas da vila.

È esta prova que está despertando mais entusiasmo por nunca aqui se ter realizado. Os corredores já se treinam com afinco e persistência.

A cada corredor que fizer o percurso no espaço de tempo marcado pelo júri será dado um prémio.

O percurso para a prova de velocidade, é de 10 quilómetros.

 

 

JORNAL DE ABRANTES

2 de Outubro de 1910

Correspondência - Sardoal

 

Promete estar muito animada a festa que aqui se realiza hoje. As ruas e a praça estão lindamente ornamentadas.

O grupo de ciclistas desta vila continua a treinar e cada vez com mais entusiasmo. Das hortas virá também um grupo de ciclistas disputar a prova desportiva, o que virá dar maior realce à festa, por se saber que eles são corredores eméritos e experimentados.

 

Regressou de África (Benguela) o Sr. Francisco Alves Tavares. Na estação era aguardado por toda a família e alguns amigos.

A todos as nossas sinceras felicitações pelo feliz regresso.

 

 

16 de Outubro de 19109

Correspondências - Sardoal

 

A implantação da República, também aqui foi festejada com grande entusiasmo. No dia 8 chegou aqui o novo administrador Sr. Aurélio Neto, que foi cumprimentado por numerosos amigos e pelas duas filarmónicas da vila. Imediatamente encetou os seus trabalhos para a constituição da comissão municipal e paroquial, que já tomaram posse no dia 12.

A comissão municipal ficou assim constituída:

 

Efectivos

Pedro Barneto Nogueira, Abílio da Fonseca Matos e Silva, António Carvalho Tramela, Júlio Bivar Xavier Salgado e António Lopes Ignez.

 

Substitutos

Serafim Jorge, António Miguel, Joaquim Fernandes, Francisco Leitão e Severino Carvalhal.

 

Junta da Paróquia

Efectivos

 

Joaquim Batista Júnior, Henrique Matias, Miguel Alves Rei e Manuel Navalho

 

Substitutos

Faustino Lopes, Anacleto Lobato Correia, José Dias Ferreira, Aniceto Dias e António Martins Bexiga.

 

Ao dar posse à comissão municipal o novo administrador dissertou sobre a descentralização administrativa que o governo quer pôr em prática o quer dará aos municípios ampla liberdade para administrarem os seus dinheiros.

Felicitou nomeados, fazendo votos para que eles administrassem sempre dentro da lei, e de harmonia com os interesses do concelho, porque teriam não só o seu auxílio e apoio, mas também do poder central.

Tanto os nomes que constituem a comissão municipal como a Paroquial dão-nos a certeza que a sua administração há-de ser profícua para o concelho.

Tem sido aqui muito elogiada a maneira sensata e ponderada como o novo administrador se tem orientado, já mantendo toda a imparcialidade em todos os seus actos, já interessando-se por tudo que possa beneficiar o concelho.

Consta-nos que um dos primeiros assuntos que vai tratar, é a da nomeação de professora para aqui, porque o Sardoal apesar de ser sede do concelho não possui uma professora, nem oficial nem particular, o que faz aumentar o analfabetismo no sexo feminino.

A todos nomeados endereçamos as nossas felicitações.

Comments